Conecte-se conosco

Geral

Fiscalização do TCE detecta problemas em unidades de saúde de Porto Velho

Publicado

em

Em nova ação surpresa, feita na madrugada deste sábado (9/3), o Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO) detectou situações consideradas graves e também pontos positivos, nas unidades de pronto-atendimento (UPAs) e hospital em Porto Velho.

O trabalho foi acompanhado, presencialmente, pelo presidente do Tribunal de Contas, Wilber Coimbra. Ele esteve na UPA da Zona Leste e no José Adelino, que também funciona 24 horas.

Foram vistoriadas também a UPA Zona Sul, o Ana Adelaide e o Pronto-Socorro João Paulo II. No total, 12 auditores foram mobilizados para a ação, que iniciou por volta das 23 horas de sexta-feira, prolongando-se até às 3 horas da madrugada deste sábado.

A UPA Zona Sul foi uma das cinco unidades fiscalizadas na ação

Os auditores visitaram laboratórios, salas de atendimento e de emergência nas unidades de saúde. O presidente conversou com funcionários e pacientes. Perguntou sobre qualidade no atendimento. Também quis saber dos profissionais de saúde as condições de trabalho e atendimento.

“Mesmo com limitações de toda ordem, os gestores querem melhorar a prestação dos serviços públicos para a sociedade, e juntos, irmanados, estamos nos esforçando para mudarmos essa cruel realidade”, destacou o presidente do TCE.

USUÁRIOS E PROFISSIONAIS APROVAM FISCALIZAÇÕES

Nas unidades de saúde fiscalizadas, os usuários e os profissionais de saúde elogiaram as fiscalizações realizadas pelo TCE.

Vários destacaram que o atendimento melhorou. “Assim que cheguei, fui logo atendida e medicada”, comentou uma paciente da Unidade de Pronto-Atendimento 24 horas José Adelino da Silva, no bairro Ulisses Guimarães.

Na UPA da zona Leste, um dos médicos do plantão destacou o trabalho do Tribunal de Contas.

Diante dos auditores de Controle Externo, o profissional disse que as condições de trabalho estão melhorando.

O QUE FOI CONSTATADO

Na fiscalização, foi constatada a ausência de profissionais da saúde, em descumprimento, portanto, da carga horária estabelecida.

Infraestrutura das unidades de saúde foi verificada

Durante a atividade, foram detectados outros problemas, já apontados em fiscalizações anteriores.

No Ana Adelaide, por exemplo, o aparelho de raio-X estava quebrado, faltavam insumos básicos e havia demora no atendimento para realização de exames.

Já nas UPAs das Zonas Leste e Sul, foi constatada a necessidade de reforço no número de profissionais. No José Adelino, a situação precária infraestrutura.

Outro ponto levantado pela fiscalização foi o redimensionamento de mão de obra especializada para atendimentos: em determinadas unidades havia sobrecarga e em outras, não.

Em relação ao João Paulo II, os auditores constataram que no plantão noturno algumas especialidades não tinham profissionais. Verificou-se ainda a questão do sistema utilizado para fazer contato, que atende de modo aleatório e, por vezes, as chamadas não são respondidas.

Chegada da equipe do Tribunal de Contas ao João Paulo II

O sistema de raio-X passava por manutenção, obrigando a equipe do pronto-socorro a promover o deslocamento dos pacientes para outro local, a fim de realizar esse procedimento.

Quanto às escalas, percebeu-se que o sistema atual é deficiente, pois não permite visualização clara das escalas disponíveis.

REUNIÃO COM A GESTÃO

Diante da situação encontrada, especialmente em relação às unidades de pronto-atendimento, o Tribunal de Contas convocou, em regime de urgência, uma reunião com a secretária de saúde do município de Porto Velho. O objetivo: cobrar soluções para os problemas levantados na inspeção.

A expectativa é que a reunião aconteça nas próximas horas. O Tribunal irá retornar, nos próximos dias, para verificar os pontos levantados durante a fiscalização.

Além disso, tudo o que foi verificado será reunido em um relatório técnico. Em seguida, esse relatório será encaminhado aos conselheiros relatores da área de saúde, aos gestores do município e do Estado responsáveis pelas unidades fiscalizadas.

O documento também será enviado às instâncias que fazem o acompanhamento ou execução de políticas públicas de saúde (conselhos sociais, controles internos, Poder Legislativo e Ministérios Públicos).

A ação se harmoniza com a macrodiretriz do Tribunal de Contas, que é fazer a Indução para Efetividade de Políticas Públicas, em favor, primordialmente, do cidadão, usuário principal dos serviços ofertados na área de saúde.

O presidente do TCE, Wilber Coimbra, destacou que o Tribunal, ao realizar ações como essa, não apenas cumpre seu papel de fiscalização, como também age com foco na melhoria dessa política pública em particular.

A ação se prolongou ao longo da madrugada deste sábado

“O Tribunal de Contas está ainda mais próximo da sociedade para servir, contribuindo, cooperativamente, com a Administração Pública, a fim de melhorar a qualidade de vida do cidadão”, disse o presidente Wilber Coimbra.

Ainda segundo ele, as fiscalizações permanentes constituem uma estratégia para induzir boas práticas na gestão pública e, com isso, a qualidade dos serviços prestados à população, sob a diretriz de cooperar para evitar punir.

“O que o Tribunal quer é melhorar a qualidade de vida do cidadão, mediante o Controle Externo mais próximo, fazendo a diferença. E sem deixar de ter um olhar empático com o gestor, entendendo os problemas e buscando soluções conjuntas, mediante diálogo e articulação institucional. E que essas soluções sejam mais céleres, desburocratizando o processo, porque o povo tem pressa”, completou o presidente do TCE-RO.

Reunião para definição da estratégia da fiscalização

As fiscalizações do Tribunal serão permanentes e ocorrerão em todo o estado.

O Tribunal de Contas está em Ação para levar mais Cidadania. O TCE tem um único propósito: melhorar a qualidade de vida do cidadão por meio do controle externo qualificado.

Fonte: TCE RO

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Família perde tudo em incêndio e pede ajuda para recomeçar

Publicado

em

Um incêndio devastador destruiu a casa de uma família no bairro Mariana, em Porto Velho, Rondônia. O incidente ocorreu por volta das 11h30, deixando os moradores em estado de choque.

Lucas Erickson Alves que morava no local, relatou que sua esposa e filhos estavam em casa durante o incêndio, mas felizmente ninguém se feriu. No entanto, eles perderam todos os seus pertences acumulados ao longo dos anos.
 
A família de Lucas agora enfrenta o desafio de reconstruir suas vidas a partir do zero.

VEJA O VÍDEO

Quem quiser ajudar a família pode entrar em contato pelo telefone (69) 99203-0705. A solidariedade da comunidade será essencial para ajudar essa família a se reerguer após essa tragédia.

Continue lendo

Geral

Idep abre inscrições para cursos profissionalizantes presenciais em Porto Velho

Publicado

em

Estão abertas, até o dia 25 de julho, as inscrições para cursos profissionalizantes presenciais que o Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep) oferta em Porto Velho.  O candidato pode se inscrever acessando a página da instituição de ensino, através do  link https://rondonia.ro.gov.br/publicacao/cursos-presenciais-formacao-inicial-e-qualificacao-profissional-inscricoes-abertas-15-7-a-25-7/

As aulas serão ministradas na sede da Escola Técnica Estadual (Etec) do Idep, e nos polos Orlando Freire e Flora Calheiros. A idade mínima exigida para participar é 15 anos, com escolaridade mínima do ensino fundamental II.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha salientou que, a realização de cursos em pontos estratégicos da Capital segue o cronograma estabelecido pelo governo para cumprir as metas do Planejamento Estratégico da gestão estadual, que prioriza entre as políticas públicas, a democratização do ensino profissionalizante. “Para ampliar a educação profissional no estado estão sendo oferecidos regulamente cursos profissionalizantes nos municípios, tendo em vista a necessidade de seguir com o cronograma voltado ao fortalecimento da qualificação da mão de obra, visando o desenvolvimento econômico e social.”

NOVOS CONHECIMENTOS

Com a expansão do ensino profissionalizante em Rondônia, muitos trabalhadores, inclusive empreendedores, estão buscando novos conhecimentos para acompanhar as tendências do mercado de trabalho. A moradora do Bairro Novo Horizonte, na zona Sul de Porto Velho, Áquila Lacerda de Souza, 30 anos, decidiu fazer o Curso de Tranças na Escola Móvel de Imagem Pessoal para oferecer mais serviços no salão de beleza que abriu há sete anos. “Muitas clientes se interessam em fazer tranças e eu convidava outros profissionais para o atendimento. Agora com o aprendizado, eu mesma vou atender”, comemorou a estudante, ressaltando que o estilo de penteado é um dos mais procurados pelo público do seu empreendimento.

Segundo a presidente do Idep, Adir Josefa de Oliveira, além de oportunizar a requalificação de quem já está na ativa, o ensino profissionalizante garante a inserção no mercado de trabalho para quem está iniciando a carreira profissional. “Os cursos que estão com inscrições abertas apresentam como idade mínima para se inscrever 15 anos, sendo, portanto, uma oportunidade também para os adolescentes se capacitarem”, pontuou.

CURSOS OFERTADOS 

Polo Orlando Freire

  • Auxiliar administrativo;
  • Atendimento ao Público;
  • Monitor de Turismo;
  • Recepcionista de Eventos;
  • Norma Regulamentadora – NR 10 (Segurança em Instalação e Serviço de Eletricidade).

Polo Flora Calheiros

  • Trabalho em Altura – NR 35;
  • Assistente de Vendas;
  • Assistente de Recursos Humanos.

Sede Etec

  • Espanhol Básico.

Fonte: Secom

Continue lendo

Geral

Prova do Revalida para médicos ocorre neste final de semana

Publicado

em

As provas da 2ª etapa do Revalida de 2024 ocorrem neste sábado (20) e domingo (21). O acesso aos locais de prova do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) foi liberado a partir das 11h de hoje e será liberado a partir das 15h no domingo.

As provas têm início após o fechamento dos portões, previsto para 12h e 16h, respectivamente. O participante deve, obrigatoriamente, portar jaleco (preferencialmente na cor branca). 

O exame é utilizado para a revalidação dos diplomas de médicos, tanto estrangeiros quanto brasileiros, que se formaram no exterior e querem atuar no Brasil.

Composto por duas etapas (teórica e prática), o Revalida aborda as cinco grandes áreas da medicina, de maneira interdisciplinar: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva).

A participação na segunda etapa depende da aprovação na primeira, que contempla as provas objetiva e discursiva. Para serem aprovados na segunda etapa, os participantes precisam obter, no mínimo, 64,277 pontos de 100.

Os aprovados na segunda etapa passarão ainda pelo exame de habilidades clínicas é estruturada em um conjunto de 10 estações, na qual o participante deverá realizar tarefas específicas das cinco grandes áreas.

O objetivo do Revalida é avaliar habilidades, competências e conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do SUS. 

Para mais informações, o participante deve consultar a página do Inep na internet

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo

Trending